Mundial de Surf e Itacaré Sound Festival acontecerão nos dias 24 e 29 de outubro

Itacaré vai se transformar na capital internacional do surf com a realização do Mundial QS1.500 masculino e o Itacaré Surf Sound Festival, que acontecerão entre 24 e 29 de outubro, na praia da Tiririca. O evento vai reunir atletas de diversos países e terá como diferencial, além das belezas naturais da cidade e das excelentes ondas de Itacaré, a conscientização para a necessidade de preservação ambiental com uma série de ações educativas voltadas para a conservação da natureza e a sustentabilidade.

O lançamento do Mundial de Surf aconteceu na noite desta sexta-feira, na Pousada Terra Boa, contando com a presença do prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, secretários municipais, vereadores, do diretor geral da World Surf League (WSL), Xandi Fontes, do presidente da Associação de Surf de Itacaré, Marcelo Barros, além dos patrocinadores que acreditaram na iniciativa de trazer de volta para Itacaré uma importante etapa do mundial. A festa reuniu ainda atletas, representantes de diversos segmentos voltados para o turismo e o esporte, imprensa e entidades ligadas ao meio ambiente que estarão desenvolvendo projetos educativos durante o mundial. Tudo isso ao som do músico Abaga Roots.

Fess_1.jpeg

 

Fess_2.jpg

Fess_3.jpg

Durante o lançamento o prefeito Antônio de Anízio falou de toda a trajetória da atual gestão, iniciando esse projeto em fevereiro desse ano, e do empenho do governo municipal, da confiança da WSL na gestão e do apoio dos empresários locais e dos patrocinadores para que a cidade voltasse a sediar essa importante competição. O diretor de Planejamento da Prefeitura de Itacaré, Cleber Miranda, falou da importância do evento não somente para a esporte, já que vai colocar Itacaré novamente como uma referência do surf no mundo, mas principalmente para a economia da cidade, já que vai projetar o município para o mundo, revelando as belezas naturais de Itacaré e atrair turistas de diversos estados brasileiros e de diversos países.

O diretor geral da WSL, Xandi Fontes, destacou o potencial turístico de Itacaré, as belezas naturais e a vocação para o surf e revelou que trazer de volta essa etapa só foi possível graças ao empenho da administração municipal que não mediu esforços para concretizar esse sonho dos atletas e da comunidade de Itacaré. Já o diretor geral da MVU, empresa coordenadora do projeto, Marco Lessa, apresentou os detalhes do evento, a logística, as peças publicitárias e adiantou que o Itacaré Surf Sound Festival terá grandes nomes da música brasileira que serão anunciados nos próximos dias.

Realizado pela World Surf League (WSL) a etapa do mundial de surf de Itacaré vai distribui US$ 20 mil em prêmios e vais trazer para a cidade surfistas de vários países, colocando mais uma vez o município como uma referência internacional do esporte. E como o grande diferencial será o apelo para a preservação ambiental, durante o mundial entidades como o Recicla Itacaré, Instituto Floresta Viva, Instituto Baleia Jubarte, Mecenas e Associação de Surf de Itacaré, em parceria com as secretarias de Meio Ambiente e Educação, estarão desenvolvendo ações educativas com estudantes das redes públicas e particulares e os próprios participantes do evento, mostrando a importância da preservação do meio ambiente, com palestras, atividades de coletas, exposições artísticas e plantio de mudas.

O retorno do mundial de surf para Itacaré foi uma ação do prefeito Antônio de Anízio e do diretor de planejamento Kleber Miranda, que desde o mês de fevereiro vem se reunindo com representantes da WSL South América, empresa responsável pelo evento, manifestando o desejo da cidade voltar a sediar o mundial. De acordo com o prefeito, Itacaré é hoje conhecida a nível internacional pelo surf e não poderia continuar de fora do mundial, não somente pelo incentivo ao esporte, mas pelo retorno que eventos como esse traz para o turismo local, movimentando a economia da cidade.

O Mundial QS1.500 masculino e o Itacaré Surf Sound Festival conta com o apoio da South to South, Associação de Surf de Itacaré, Governo da Bahia, Instituto Floresta Viva, Pousada Terra Boa, Grou Turismo.

MUSEU DO SURF – Durante o lançamento do Mundial de Surf também foi assinado um termo de contrato de comodato entre a Prefeitura de Itacaré e a Associação de Surf de Itacaré de permissão de uso por tempo indeterminado de um terreno situado na rua Pedro Longo, no bairro da Pituba, para a construção do Museu de Surf. O prefeito Antônio de Anízio também assinou a carta de intenção do município de Itacaré em ser sede do Centro de Treinamento Olímpico de Surf, tendo em vista, tendo em vista a disponibilidade da área, para a construção, que se dará em parceria com a iniciativa privada, colocando Itacaré, um dos principais picos de surf do Brasil, na corrida para ser a sede na construção desse importante equipamento esportivo.

Fess_4.jpeg

 

Fess_5.jpg

 

Fess_6.jpg

 

Fess_14.jpg

 

Fess_15.jpg