Tradições culturais em evidência durante a passagem do FAEG Itinerante por Maraú

FAEG-Sul_Itinerante_em_Maraú_-_Maculelê_-_Foto_Alex_Santos.jpg

O projeto é uma realização do Fórum de Agentes, Empreendedores e Gestores Culturais do Território Litoral Sul (FAEG-Sul), com apoio financeiro do Governo do Estado, por meio do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.

Maraú teve um dia dedicado à cultura e valorização das tradições populares durante a passagem do Fórum de Agentes, Empreendedores e Gestores Culturais do Território Litoral Sul (FAEG-Sul), no último dia 14. Artistas, agentes culturais, professores, estudantes e autoridades municipais participaram da programação de abertura do evento, no Colégio Municipal Dr. Antenor Lemos, com apresentações das crianças atendidas pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, Sociedade Filarmônica Lira da Conceição, regida pelo maestro Clarival Santos e Fanfarra Afro Raiz, comandada por Islan (Lanlan) Lima.

Dirigidas pelo professor Edcarlos Luz, as coreografias das crianças tiveram como ponto alto o espetáculo Dança Guerreiro e enfatizaram as tradições populares capoeira, puxada de rede, samba de roda e maculelê. Também se apresentaram alunas do professor Eilson Freire, dançando coreografias com as canções Aquarela do Brasil e Brasileirinho. Os visitantes foram recepcionados pelo diretor de Cultura do município, Ademar Santos e o cerimonial foi chefiado pela atriz, produtora cultural e proponente do projeto, Eva Lima. A programação contou com palestra do presidente do FAEG-Sul, Victor de Aziz, que apresentou as ações do fórum, avanços nas políticas públicas no Território Litoral Sul e projetos culturais desenvolvidos nos últimos anos.

Representaram Maraú no evento os secretários municipais do Desenvolvimento Social, Anaildes Porto e da Agricultura, Meio Ambiente e Pesca, Valdemir Lisboa; presidente da Câmara de Vereadores, Manassés Santos Souza; assessora da Secretaria da Educação e coordenadora do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, Carla Silva; diretor do Colégio Municipal Dr. Antenor Lemos, Luiz Gustavo Porto; diretora pedagógica da Secretaria Municipal da Educação, Carla Bitencourt; diretora do Colégio N. Senhora da Conceição, Cristina Viana; chefe do Setor de Compras da Prefeitura, Gileno Lyra e as assessoras da Secretaria da Educação, Hosana Soledade e Nilzete Viana. Presentes também a diretora de Cultura de Uruçuca, Alessandra Araújo; professora Iara Colina, representando o Instituto Federal (IF) Baiano – Campus Uruçuca e a secretária de Educação e Cultura de Pau Brasil, Raimunda Lúcia.

Teatro e patrimônio cultural - O município foi contemplado com oficina de teatro ministrada por Eva Lima, que ensinou técnicas de interpretação, improvisação, ocupação do espaço cênico, dicção, trabalho corporal e memorização, como recursos para socialização e valorização da convivência. E também com oficina de Patrimônio Cultural, aplicada por Maria Helena Tavares e Maria Aurea de Souza, visando a preservação do patrimônio na perspectiva do presente, passado e futuro, com abordagens sobre bens materiais e imateriais, legislação, instituto de tutela aplicada aos municípios; visão contemporânea dos museus, pontos de memórias, rede de museus e o papel do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM).

O projeto conta com apoio financeiro do Governo do Estado, (Edital Nº 24/Territórios Culturais), por meio do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia e apoio institucional da Prefeitura Municipal de Maraú, por meio da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte, Associação dos Municípios da Região Cacaueira (Amurc) e da Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Estadual de Santa Cruz (Proex/Uesc). Já passou por Itapé, Santa Luzia, Itapitanga, Mascote, Almadina, São José da Vitória e Maraú. Até o final do ano, atende os municípios de Pau Brasil (19 de outubro), Jussari (9 de novembro) e Itaju do Colônia (14 de dezembro).