Notícias

Programação do Fórum de Agentes, Empreendedores e Gestores Culturais do Território Litoral Sul da Bahia e I Fórum de Culturas Populares e Identitárias de Itacaré, acontecerá no Centro Cultural Porto de Trás, em Itacaré-BA, nos dias 13 e 14 de dezembro. Mesas, Palestras, Roda de Conversa, Oficinas e Apresentações Culturais são destaques no último encontro do ano com atividades auto-organizadas por membros do FAEG-Sul em parceria com o Conselho Municipal de Políticas Culturais de Itacaré e apoio institucional da Prefeitura de Itacaré através da Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Cultura; da Associação dos Municípios da Região Cacaueira (Amurc) e da Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Estadual de Santa Cruz (Proex/Uesc).

 

FAEG UNA.jpg


Principal espaço de diálogo no Território Litoral Sul da Bahia sobre temas relacionados à Gestão Cultural, saberes e fazeres, o FAEG-Sul dedicará as discussões na quinta-feira (13), data da abertura do encontro, para uma retrospectiva sobre o trabalho realizado em 2018 a partir do lançamento de dados atualizados sobre o Sistema Municipal de Cultura dos 09 municípios visitados e apresentação da proposta de planejamento para 2019 com enfase nos indicadores que contribuem para o planejamento de ações contínuas e voltadas para a formação e qualificação dos agentes e gestores culturais, bem como no fortalecimento da economia criativa no TLS.


Órgãos Governamentais, Conselho Estadual de Cultura, Povos de Terreiro, Associações Culturais, Povos Tradicionais (quilombolas, indígenas e ciganos) confirmaram presença no I Fórum de Culturas Populares e Identitárias de Itacaré, na sexta-feira (14), com tema “Cultura Popular é Resistencia!”, para dialogar sobre a garantia de direitos dos povos tradicionais.
Toda a programação é gratuita. Acompanhe a nossa itinerância. Para mais informações e inscrições no site: www.faegsul.com ou e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Sobre o FAEG-Sul
O FAEG-SUL, desde 2009, é um espaço para discussão de Políticas Públicas de Cultura, formado por instituições públicas e privadas, produtores e grupos independentes voltados às questões específicas de interesse do setor. Discute e age em torno das demandas relativas à formação para as políticas e gestão cultural, qualificação de mão de obra técnica, financiamento, captação de recursos, trocas de experiências, trabalho em rede, parcerias e suporte às iniciativas artísticas e culturais do Território Litoral Sul.


Atua com apoio das Prefeituras dos Municípios do TLS, da AMURC, da PROEX/ UESC, dos seus Membros e das instituições Núcleo de Produções Artísticas (NúProArt), Rede de Museus e Pontos de Memórias do Litoral Sul e dos pontos de cultura Associação Culto Afro Itabunense (ACAI), Sociedade Filarmônica Capitania dos Ilhéos, Literatura de Cordel para Todos, Associação Comunidade Tia Marita, Associação Filtro dos Sonhos, Câmara Temática de Cultura do Território Litoral Sul; Terroir Cacau, Espaço Cultural IHASE, Ilhéus Hotel e Fundação Movimento de Corais Canto das Artes.


Serviço
O que: FAEG-Sul Itinerante 2018.
Quem: Fórum de Agentes, Empreendedores e Gestores Culturais do Território Litoral Sul da Bahia e I Fórum de Culturas Populares e Identitárias de Itacaré.
Quando: 13 de dezembro das 9:00 às 16:00 horas e 14 de dezembro das 08:30 às 19:00 horas.
Onde: Centro Cultural Porto de Trás, em Itacaré-BA
Quanto: Gratuito.

 

Cartaz FAEG Itacaré.jpg

Programação FAEG Itacare.jpg

 

A forte precipitação que caiu em Ilhéus, onde choveu 57 milímetros em 12 horas na noite de segunda-feira (3), provocou uma série de ocorrências registradas pela equipe da Defesa Civil, que emitiu mensagem de alerta antecipado sobre o volume de chuvas esperado até quarta-feira (5) no município. Os danos mais graves aconteceram no Banco da Vitória, onde o nível do rio Cachoeira subiu quatro metros e invadiu 14 casas, deixando cerca de 50 pessoas desabrigadas.

chvasilheus.jpg

Além da enchente no Banco da Vitória, foram registrados também deslizamento de terra nos altos do Amparo, Coqueiral e Basílio e alagamentos nos bairros Nossa Senhora da Vitória e Ilhéus II. Segundo o coordenador da Defesa Civil, Joandre Neres, nas vilas rurais de Maria Jape e Japu as pontes foram cobertas pelo rio e os moradores estão isolados, sem possibilidade de acesso. O socorro às vítimas contou com a participação dos bombeiros civis da Prev Fire.

As famílias desabrigadas pela enchente no Banco da Vitória estão alojadas na Escola Municipal Herval Soledade, até que o nível do rio Cachoeira volte ao normal. “Dar socorro às vítimas de desastres naturais é o procedimento padrão definido pelo plano de contingência da Defesa Civil, que também prevê a participação de todas as secretarias municipais no atendimento aos desabrigados”, explica.

Além das 14 famílias do Banco da Vitória, a Defesa Civil de Ilhéus socorreu também moradores de duas casas atingidas por deslizamento de terra na Avenida Palmares, Alto do Basílio. Uma delas está hospedada em casa de parentes e a outra, no abrigo institucional da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SDS), que fornecerá cestas básicas para os assistidos e almoço, conforme garantiu o secretário da pasta, Rubenilton Silva.

Na mesma localidade, ocorreu também o desabamento de uma escadaria, com formação de cratera, na Rua D. João XXIII. Joandre Neres informa que o alerta de chuvas fortes continua nesta terça-feira, com previsão de mais 40 milímetros de chuvas, e na quarta-feira, com probabilidade de mais 30 milímetros.

O coordenador da Defesa Civil relata que as equipes da Prefeitura de Ilhéus chegaram ao Banco da Vitória durante a madrugada, em tempo de retirar as famílias das casas alagadas e depois abriga-las na escola municipal do bairro. “Como o Governo do Estado abriu as comportas da Barragem do Rio Colônia, em Itaju do Colônia, e está chovendo em toda a região, temos que manter o alerta e prestar atendimento a qualquer anormalidade.

Em caso de emergência, ligue para a Defesa Civil de Ilhéus: (73) 98825-6590 e 98836-2753.

WhatsApp Image 2018-12-04 at 5.15.00 PM (2).jpeg

Ponte Maria Jape - Banco da Vitória  1.jpeg

chuvas ilhéus2.jpeg

WhatsApp Image 2018-12-04 at 5.15.00 PM (3).jpeg

 

Aprovação de projeto impede que 56 municípios baianos percam receita

Com a presença de prefeitos baianos nas galerias do Senado, em Brasília, nesta terça-feira (4), foi aprovado o Projeto de Lei (PLC 124/2018) que congela o coeficiente de distribuição do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), beneficiando as 56 cidades baianas que registraram perda populacional na última estimativa divulgada pelo o IBGE, em agosto deste ano. Por já ter sido aprovada na Câmara, a matéria segue para sanção presidencial.

mobilizacaomunicipios.jpg

Com a aprovação, o coeficiente para repartição do fundo só poderá ser atualizado após um novo censo demográfico, previsto para ocorrer em 2020. A matéria recebeu o requerimento de urgência do senador Otto Alencar (PSD) para entrar em votação. No plenário também foi defendida por Lídice da Mata (PSB) e Walter Pinheiro (PT).

“85% dos nossos municípios da Bahia sobrevivem das transferências constitucionais. Se cai um recurso desses compromete todo o serviço prestado à população”, afirmou o presidente da UPB, Eures Ribeiro, que liderou a comitiva de prefeitos na mobilização em Brasília e acrescentou que “a presença dos prefeitos, somada ao apoio dos senadores baianos, foi fundamental para evitar a perda de receita”.

Mudanças na regra

A cada ano, o IBGE divulga uma estimativa populacional e, com base nesses dados, o Tribunal de Contas da União (TCU) determina ao Tesouro Nacional qual índice deve ser usado para repartição dos recursos do FPM.

Em todo o Brasil um total de 135 municípios teriam redução no coeficiente, considerando esta regra. A Bahia era o estado com o maior número de municípios prejudicados, 56.

As fortes chuvas que vem atingindo a região Sul da Bahia, deixaram até o momento, um saldo de duas pessoas mortas e uma pessoa desaparecida, em Coaraci. Em outras localidades, como Itabuna, Ibicaraí e Itapé, os níveis de água dos rios e córregos elevaram, causando alagamentos e deixando muitas pessoas desabrigadas, principalmente a população ribeirinha. De acordo com informações obtidas pela Associação dos Municípios do Sul, Extremo Sul e Sudoeste Baiano – Amurc, até o momento, os municípios de Coaraci e Ibicaraí vão decretar situação de emergência.

Segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura de Coaraci, foram confirmadas duas mortes e uma pessoa desaparecida desde a noite desta segunda-feira, 3, no distrito, em Itamotinga, que está alagado e deixou muitas pessoas desabrigadas. Ainda de acordo com informações, a prefeitura disponibilizou um ginásio, mas muitas pessoas permaneceram em suas casas ou foram para casa de parentes. Na sede do município aconteceram alagamentos, deslizamentos, levando a equipe da Defesa Civil a elaborarem um decreto de emergência.

Em Ibicaraí, foi realizada uma reunião nesta terça-feira, 4, coordenada pela secretária de Assistência Social, Alessandra Nascimento, que definiu algumas ações imediatas para minimizar os estragos causados pelas chuvas. Segundo informações, muitas pessoas desabrigadas, ruas e casas alagadas, e a equipe da SAS está arrecadando roupas e alimentos para atender a população ribeirinha e de bairros periféricos, as localidades mais afetadas. O procurador do município, Adriano Santos, está elaborando um relatório para entrar com pedido de calamidade pública ainda nesta terça-feira.

Já em Itabuna, a Defesa Civil segue em estado de alerta depois de receber mais de 60 chamados, sem gravidade, entre a noite de segunda-feira (03) e a manhã desta terça-feira (04). A equipe da Defesa Civil, comandada pelo coordenador Yuri Bandeira, não tem parado fazendo rondas em vários pontos da cidade que são vulneráveis a qualquer ocorrência de chuva. Os principais problemas identificados, de acordo com Bandeira, são alagamentos e deslizamentos de terras.

Em Itapé, o rio Cachoeira que passa pelo município, transbordou, bloqueando o acesso que liga a zona rural até a sede da cidade. A equipe da prefeitura municipal ainda registrou o alagamento na praça da feira, centro comercial da cidade. Até o momento, as secretárias de Assistência Social e de Administração estão a disposição da população local. 

O secretário executivo da Amurc, Luciano Veiga, declara positiva as ações dos gestores e das equipes de Defesa Civil dos Municípios que agiram com celeridade e presteza aos munícipes atingidos pela enchente. Ele alerta para que os municípios que tiveram danos materiais e necessidade de investir em atendimento à população, “que declare Situação de Emergência e encaminhe para a Defesa Civil do Estado da Bahia, para que recursos sejam disponibilizados em apoio as ações em andamento”.

Em alerta

No município de Itajuípe, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano monitora as principais áreas críticas e mantém a população informada. Até o momento, poucas ruas foram alagadas, mas já com recuo da água e poucos estragos materiais. Estão sendo realizadas limpezas emergenciais pois muita vegetação desceu junto com a força da água.

Na cidade de Floresta Azul não foi registrado nenhum caso de desabamento, nem desabrigados. Segundo a prefeita Gicélia Santana "apenas uma família precisou ser removida de casa, no Bairro Teta Matos, mas já providenciamos uma outra casa através do aluguel social", explicou a prefeita. Equipes das Secretarias de Obras e Assistência Social estão de sobreaviso em caso de emergência.

Cheia do Cachoeira em Itapé FOTO DIVULGAÇÃO.jpeg

 

 

A parceria é firmada com a Pró-reitoria de Extensão da Uesc e a Associação dos Municípios do Sul, Extremo Sul e Sudoeste Baiano

Com a proposta de qualificar os professores da Educação Infantil da região, a Pró-reitoria de Extensão, em parceria com o Departamento de Ciências da Educação da Uesc estará disponibilizando um Curso de Extensão em Alfabetização para os municípios associados a Amurc, em 2019. A minuta do curso foi analisada e aprovada na última terça-feira, 27, pelos secretários municipais de educação do Território Litoral Sul.

FORSEC1.jpg

 


No encontro, a coordenadora do DCE/Uesc, Alba Lúcia Gonçalves declarou que o objetivo do curso é promover a formação continuada de qualidade aos professores do Ciclo de Alfabetização. A iniciativa parte de uma provocação feita pelos próprios secretários municipais, que segundo o secretário executivo da Amurc, Luciano Veiga, tem o sentido de promover a Educação Básica e melhorar o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica - Ideb na região.


O Pró-reitor de Extensão da Uesc, Alessandro Santana também esteve presente na reunião e destacou que a especialização visa trabalhar com os profissionais que atuam na Educação Infantil e a cada ano que as crianças forem avançando, qualificar os professores para dar um resultado final positivo. “A ideia é selecionar uma turma como piloto, fazer a formação do professor e que ele possa ser multiplicador no seu município”.


UPT
Alessandro ainda falou sobre o projeto Universidade Para Todos 2019, curso pré-vestibular do Governo do Estado, que vai ser estendido a todos os municípios da região, inclusive aos movimentos sociais. Em uma próxima reunião com os prefeitos, o Pró-Reitor falou que a Universidade vai propor aos municípios interessados, a criação de um local no município para servir como escritório da Uesc. “A ideia é ter um estagiário local, que faça a ponte com a faculdade, onde todos os fóruns da Amurc terão o esse estagiário com apoio para ofertar cursos”, declarou Santana.

FORSEC2.jpg

FORSEC3.jpg

Itacaré confirma para o próximo ano a realização de mais dois importantes eventos esportivos. O primeiro será a etapa do Neutrox Weekend, um evento que acontecerá no mês de maio atraindo surfistas de diversos estados brasileiros. O segundo será os Jogos da Mata Atlântica, previsto para acontecer no mês de agosto de 2019 contando com provas nas mais diversas modalidades, disputadas na sede e também nos distritos de Itacaré.

WhatsApp Image 2018-12-02 at 19.06.05.jpeg

Para consolidar a realização desses eventos, o prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, se reuniu no último sábado com o presidente da Associação Brasileira de Surf Profissional, Pedro Falcão, para conhecer mais sobre esses dois projetos. O encontro contou ainda com a participação do presidente da Federação Baiana de Surf, Marcelo Barros, do presidente da Associação de Surf de Itacaré, Alisson Reis, do secretário de Juventude, Esporte e Cultura, Diego Augusto, do empresário Victor Rolin e do chefe de Salva-Vidas, Pedronildo Souza.

Durante o encontro o presidente da Associação Brasileira de Surf Profissional, Pedro Falcão, falou sobre a importância dos dois eventos para a cidade, destacou os avanços do Neutrox Weekend e a proposta de ampliar ainda mais essa etapa, e também apresentou o projeto dos Jogos da Mata Atlântica, que envolverá atletas de diferentes modalidades.

O prefeito Antônio de Anízio reafirmou o compromisso de incentivar cada vez mais o esporte no município, valorizar a cultura da cidade e possibilitar ainda mais o incremento do turismo, já que essas modalidades acabam atraindo visitantes de diversos estados e de outros países. Esses dois novos eventos, segundo o prefeito, vêm somar ainda mais ao calendário esportivo da cidade.

UPB organiza para próxima terça mobilização em Brasília para aprovar projeto

O Senado Federal decidiu pautar, na próxima terça-feira (4), o projeto que congela o coeficiente do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) até que seja realizado novo Censo Demográfico – previsto para 2020. A medida anunciada pelo presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), é uma resposta à pressão feita por prefeitos que estiveram esta semana em Brasília para evitar que 135 municípios brasileiros percam recursos.

deputados.jpg

O presidente da UPB, Eures Ribeiro, foi um dos interlocutores junto à presidência da Casa. Ele explica que na Bahia 56 municípios correm o risco de ter cortes no repasse do fundo, uma vez que a estimativa populacional do IBGE, divulgada em agosto, apontou queda no número de habitantes suficiente para que esses municípios desçam uma casa no coeficiente que serve de base para a distribuição dos recursos do FPM.

"Estimativa não é a realidade e temos como provar isso com os dados sociais dos municípios, tanto que estamos recorrendo. Mas, enquanto não houver uma certeza com a realização do censo, não é justo que os municípios percam recursos que vão inviabilizar serviços básicos", afirmou o gestor que também é vice-presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM).

Após ouvir o pleito dos prefeitos, diversos senadores foram à tribuna do Senado nesta quarta-feira (28) defender a votação da matéria, que já tem a aprovação da Câmara dos Deputados. O senador Otto Alencar (PSD) disse haver condições de votar o projeto "até porque não haverá aqui nenhuma objeção". Alencar acrescentou que os Municípios podem perder recursos a partir de 1º de janeiro 2019. "Isso é muito sério e grave. O Senado tem de aprovar e com regime de urgência. A matéria garante o que os Municípios já recebem e que não haja perda no próximo ano”, defendeu o senador.

A rede municipal de ensino de Ubaitaba está em festa com a conquista da Medalha de Ouro da XX Olimpíada de Matemática do Sul da Bahia pelo aluno Alex Costa Santos do 7º ano da Escola Municipal Osvaldo Cruz. A premiação lhe foi entregue no sábado, dia 1º, pelo diretor em exercício da unidade escolar professor Wagner Correa Loyola durante solenidade no auditório da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC).

Vice-diretor-Wagner-professor-Antonio-Alex-e-o-pai-na-Uesc-Foto2-Divulgação.jpg

Alex, morador do bairro Armandão, foi o único estudante de Ubaitaba a conquistar Medalha de Ouro, fato que encheu de orgulho seus pais e familiares, dirigentes da rede escolar e professores. A prefeita Suka Carneiro congratulou-se com o estudante, tendo destacado o apoio que sua gestão tem dado à Educação na manutenção das escolas da rede e oferta de merenda escolar de qualidade, além de investir na formação continuada dos profissionais.

Para a secretária de Educação, Roberta Carneiro Vasconcelos, a premiação do estudante é um incentivo para que os demais alunos do município se sintam estimulados a participar das próximas edições da Olimpíada. “Também é demonstração inequívoca do nível de ensino que adotamos no município”, frisa.

Neste ano, a Olimpíada de Matemática do Sul da Bahia que é um Projeto de Extensão do Departamento de Ciências Exatas e Tecnológicas (DCET) da Universidade Estadual de Santa Cruz, foi uma competição aberta aos estudantes do 6º ao 9º ano, em parceria com as escolas de Ensino Fundamental da região de influência da UESC.

Ao todo foram 66 escolas inscritas dos municípios de Arataca, Aurelino Leal, Barro Preto, Buerarema, Camacan, Canavieiras, Firmino Alves, Ibicaraí, Ilhéus, Itabuna, Itajuípe, Iguaí, Pau Brasil, Santa Luzia, Ubaitaba, Una e Uruçuca. Ubaitaba se credenciou com a participação do Centro Educacional Ubaitabense (CEU), Colégio Estadual de Faisqueira, Colégio Vida e a Escola Municipal Osvaldo Cruz.

Vice-diretor-Wagner-professor-Antonio-Alex-e-o-pai-na-Uesc-Foto-Divulgação.jpg

Estudante-da-Escola-Osvaldo-Cruz-é-medalha-de-ouro-na-Uesc-Foto-Divulgação-7.jpg

__________________

Prefeitura de Ubaitaba

Assessoria de Comunicação

AMURC
Associação dos Municípios do Sul, Extremo Sul e Sudoeste da Bahia

(73) 3613-5114
Rua Almirante Tamandaré, 405 - Duque de Caxias
Itabuna - BA, 45600-741 

© Copyright 2018 AMURC  | Todos os direitos reservados

Desenvolvido por: logo oxente n